Misoprostol

Misoprostol


O que é Misoprostol?


Dúvidas sobre a diferença entre misoprostol e cytotec são comuns, portanto está na hora de entender de uma vez por todas qual a diferença. A resposta é bem simples: NENHUMA

Para explicar um pouco melhor é interessante entender o que é misoprostol.

O misoprostol é a versão sintética da prostaglandina E1 (PGE1). Ele é uma substância amplamente utilizada para o tratamento e para a prevenção de úlceras do estômago. Na medicina veterinária ele é utilizado na proteção estomacal de animais.

Ao atuar no estômago ele aumenta a produção de um muco protetor resultando no aumento do fluxo sanguíneo no local. Tal fluxo acaba por atuar como um neutralizante dos ácidos estomacais, temos então a sua ação na contenção ou tratamento de úlceras estomacais.



Efeitos colaterais do Misoprostol

O misoprostol pode ter alguns efeitos colaterais adversos, entre eles temos:

  • Gastrointestinal: Diarreia e dor abdominal.
  • Distúrbios ginecológicos: manchas (0,7%), cãibras (0,6%), hipermenorréia (0,5%), distúrbio menstrual (0,3%) e dismenorréia (0,1%).
  • Geral: Náusea (3,2%), flatulência (2,9%), dor de cabeça (2,4%), dispepsia (2,0 %), vômitos (1,3%), e prisão de ventre (1,1%).

É valido observar que os efeitos colaterais do misoprostol e seus percentuais de ocorrência irão variar em função das dosagens envolvidas e do tipo de tratamento que esta sendo aplicado.



Diferença entre Misoprostol e Cytotec

O misoprostol é o princípio ativo do medicamento conhecido como Cytotec. Sendo assim, cytotec é apenas um nome comercial, um nome de marca, não se refere ao nome do composto químico ou substância, que no caso em questão é o misoprostol.

Existem vários medicamentos que contém o principio ativo misoprostol, em sua ampla maioria conhecidos como genéricos.



Histórico do Misoprostol no Brasil

O cytotec foi introduzido no Brasil em 1984 através do laboratório Searle, sem qualquer restrição de compra nas farmácias até 1991, pois era aprovado para tratamento de úlceras gástricas e duodenal.

Após a descoberta das suas propriedades abortivas o Ministério da Saúde limitou sua venda somente com retenção de prescrição médica. Após um período, em 1998, sua comercialização foi totalmente  proibida no Brasil. A venda deste medicamento no Brasil tornou-se um crime previsto na legislação.

O misoprostol tem um registro na Anvisa pelo nome Prostokos da Infan Indústria Química Farmacêutica Nacional S/A para uso hospitalar, dessa forma sua venda não é feita diretamente ao público.



Usos comuns do Misoprostol

  • Completar um aborto retido ou espontâneo (aborto incompleto).
  • Iniciar o trabalho de aborto no segundo trimestre.
  • Iniciar o trabalho de aborto no terceiro trimestre.
  • Dilatar o colo do útero de 3 a 4 horas antes de um procedimento de aborto cirúrgico.
  • Suavizar o colo uterino para indução do parto.
  • Suavizar o colo do útero para exames ginecológicos especiais.

O Misoprostol não tem interações medicamentosas conhecidas. Entretanto para sua segurança, sempre evite combinar medicamentos destinados a tratamentos diferentes. Ao contrário de outras prostaglandinas, o misoprostol não aumenta o risco de um ataque cardíaco ou de um broncoespasmo.



Sinais de complicações ao usar Misoprostol

  • Hemorragia grave. Ambos os abortos, médico e o cirúrgico geralmente causam um sangramento que é diferente de um ciclo menstrual normal. Hemorragia grave é caracterizada por coágulos que são maiores do que um limão, com duração de 2 horas ou mais.
  • Sangrando fortemente por 12 horas consecutivas.
  • Os sinais de infecção em todo o seu corpo, como dor de cabeça, dores musculares, tonturas, ou uma sensação geral de doença. É possível ter uma infecção grave sem febre.
  • Dor intensa na barriga que não é aliviada por remédios contra a dor.
  • Febre de 38° C ou superior, que dura mais de 4 horas.
  • Vômitos que duram mais de 4 a 6 horas.
  • Corrimento vaginal intenso ou que cheira mal.
  • Dor, inchaço ou vermelhidão na área genital.

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



367 respostas
  1. cris says:

    Quando eu for comprar tenho que comprar qual a quantidade…
    Se usa igualmente ao cytotec, pois quando eu tomei foi tres vaginais e os outros tres ingeridos.
    estou na duvida

    Responder
    • Carolina - Suporte Abortivo.ORG says:

      Olá Cris,

      Para fazer uma ISG (Interrupção Segura da Gestação) o correto é utilizar seis (06) comprimidos de Cytotec / Misoprostol (com 200mcg cada comprimido). Se utilizar um produto autêntico as chances de sucesso são aproximadamente 85%.
      Caso tenha dificuldades para obter o medicamento a dose mínima recomendada são quatro (04) comprimidos de Cytotec / Misoprostol (com 200mcg cada comprimido). Vale observar que as chances de sucesso caem para aproximadamente 75%. Sugerimos ler:

      ABORTO PASSO A PASSO

      Responder

Participe da discussão ou faça uma pergunta


Faça a pergunta apenas uma vez (não repita) e aguarde.
As perguntas só serão publicadas após serem lidas. Seu e-mail não será divulgado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *